Americana, 02 de Outubro de 2014
Publicidade
HABITAÇÃO
10/06/2011

Começa pré-seleção de famílias do “Minha Casa, Minha Vida”

Administração indicará 50% de beneficiários e vai sugerir outros 50% classificados à Caixa

Começa pré-seleção de famílias do “Minha Casa, Minha Vida”

A Secretaria de Habitação de Hortolândia começará, na próxima semana, o processo de pré-seleção das famílias cadastradas no programa do Governo Federal Minha Casa, Minha Vida. Os nomes das famílias indicadas serão apresentados à Caixa Econômica Federal em 31 de agosto. A Administração Municipal poderá indicar 50% de beneficiários. O restante das famílias será indicado como sugestão, cabendo à Caixa selecionar as famílias beneficiadas, seguindo critérios de classificação.

O primeiro empreendimento do Minha Casa, Minha Vida em Hortolândia está em fase de construção no Jardim Minda. Serão 500 unidades habitacionais verticalizadas, construídos com investimentos de cerca de R$ 26 milhões.

Segundo a diretora da Secretaria de Habitação de Hortolândia, Maria José de Araújo, o programa conta com pré-requisitos de caráter eliminatório. “Para participar do programa, as famílias precisam estar inscritas no Cadastro Único Geral do Governo Federal. Além disso, a renda bruta familiar não pode ultrapassar R$ 1.395,00. As famílias que se enquadrarem nestes requisitos participarão da pré-seleção”, explica Maria José.

A pré-seleção, realizada pelo município, leva em conta critérios de hierarquização de necessidade, definidos pelo Governo Federal e pelo município. Entre estes critérios, estão: mulher como chefe de família; famílias instaladas ou removidas de áreas de risco; famílias instaladas em área pública, irregular e em processo de regularização fundiária; e morar atualmente em um raio de até dois quilômetros de distância das unidades habitacionais construídas pelo programa.

“Isso não significa que moradores de áreas distantes do empreendimento do Jardim Minda não serão beneficiados nesta primeira etapa do programa no município. Isso porque 50% de beneficiários que a Administração pode indicar deve se enquadrar nos pré-requisitos de renda e inscrição no Cadastro Único. Famílias remanescentes do Jardim Estrela, ou instaladas em áreas de risco no Parque Perón, por exemplo, podem ser beneficiadas, mesmo que a moradia esteja a mais de dois quilômetros do Minda”, explica a diretora, enfatizando que os critérios de hierarquização serão aplicados à demanda de 50% sugerida à Caixa, e não aos 50% de indicações.

A diretora explica, ainda, que mais empreendimentos habitacionais estão em fase de implantação no município, o que garantirá o reassentamento de todas as famílias de áreas de risco, até o final de 2012. Além das 500 unidades no Jardim Minda, o município viabiliza mais dois contratos do programa do Governo federal. Serão mais 600 unidades no Jardim Novo Ângulo e mil unidades no Jardim Estrela.

No Jardim Amanda, há dois empreendimentos em fase de implantação. O Hortolândia C terá 250 unidades habitacionais, construídas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano). Já o Condomínio Amanda será composto por 16 unidades verticalizadas, investimentos provenientes do OGU (Orçamento Geral da União), por meio do FNHIS (Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social).

Na região central, 220 unidades habitacionais serão construídas no Jardim Nova Hortolândia, com investimentos do PAC-2 (Programa de Aceleração do Crescimento). Outras 185 moradias populares serão erguidas no Jardim Boa Esperança, além de 48 unidades na Vila São Pedro, ambos com investimentos do Governo Federal.



Compartilhar notícia - Começa pré-seleção de famílias do “Minha Casa, Minha Vida”
Fonte: Prefeitura de Hortolândia
CATEGORIAS DE NOTÍCIAS


Publicidade